Como se Tornar uma Autoridade na Advocacia

Se você é um advogado que tem muito conhecimento em várias áreas do direito, além de muita experiência e não sabe como mostrar isso, acompanhe agora nosso conteúdo exclusivo.

Vamos ajudá-lo a descobrir como transmitir autoridade para o mercado e para o meio jurídico de forma objetiva e com foco. Boa leitura! 

Imagine que um dia você começa a sentir um desconforto no lado esquerdo do peito e se pergunta “será que estou com problemas no meu coração?”. Bom, por precaução, certamente você agendará exames para descobrir. Mas responda, você irá procurar um clínico geral ou vai agendar uma consulta com um cardiologista?  

Se você deseja buscar a opinião de um especialista no assunto, vai agendar direto com um cardiologista, não é? Você quer resolver essa situação o mais rápido possível, com o melhor e com quem mais entende do assunto, não é verdade? Afinal, estamos falando da sua saúde. 

E isso é um fato. Você, seu cliente e todo mundo quando tem um problema específico, prefere contratar um especialista e não um “generalista”. 

O poder de ser um especialista 

Para ser uma autoridade no que você faz, considere ser um especialista em alguma área de atuação do direito. Se você considerar ser um dos melhores em qualquer área que seja, não correrá o risco de ser só mais um advogado “pato”.

O que é um advogado “pato”? 

É aquele profissional que faz de tudo um pouco – exatamente como ave. 

O pato anda, o pato voa, o pato também nada, mas no que o pato é realmente bom? Ele faz de tudo, e tudo bem “mais ou menos”, nada um pouquinho, voa “mais ou menos”, anda meio desengonçado. Faz de tudo, mas em nada ele é uma referência, uma autoridade.

Pensando nisso, será que vale a pena mesmo pegar tudo e qualquer ação que surge no escritório? Não temos a resposta para isso. Mas queremos que você considere que pode até ser que pegar qualquer ação te dê dinheiro, mas isso vai te ajudar a ser visto como uma autoridade ou será que vai te fazer você ficar andando em círculo na sua carreira? 

A essa altura, podemos concordar que não há como ser o melhor em tudo, certo? Então, como você quer ser uma autoridade em todas as áreas do direito? Te demos o exemplo com médico e até com um pato para você fixar isso.

Ter um foco na sua atuação é muito importante para mostrar que você é uma autoridade e assim fica mais fácil de gerar oportunidades de negócio mais qualificadas para seu escritório.

Advogado, o que você deve fazer agora?

Bom, você precisa realmente ser bom na área que você escolheu! Mas só ser bom, não vai ser suficiente. Você precisar parecer bom nessa área, e é aqui que nós precisamos trabalhar! Principalmente em como você vai comunicar isso para o mercado e para outros colegas.

Se você estiver começando um escritório de advocacia hoje, ou até mesmo se já possui um escritório a anos que seja, faça um projeto em paralelo para trabalhar a autoridade da marca do meu escritório. 

Saiba que construir essa autoridade não é algo que fica pronto do dia para noite. É algo de médio a longo prazo, então siga nossas 2 dicas cruciais para começar seu trabalho de autoridade:

Dica 1: Faça um blog 

Por mais que várias redes sociais estejam em alta, o seu site é o seu terreno na internet. Você pode ouvir muito no seu círculo profissional que a moda entre os advogados agora é rede social “tal” ou bom mesmo para advocacia é o aplicativo “tal”. Mas lembre-se também que o Orkut foi a maior rede social do Brasil e hoje é só história.

Você deve aproveitar a rede social sim, mas não se esqueça que você está dedicando tempo, energia e muitas vezes dinheiro em um “terreno alugado”. O endereço instagram.com/ “adv alguma coisa” não é seu. É possível que a qualquer dia esse espaço possa sumir, por isso construa no seu terreno. O site “meu nome ou minha marca .com.br”, é um endereço totalmente seu e você decide como ficam as coisas nesse espaço.

Como dissemos, use sim redes sociais, mas só as que tiverem realmente alguma ligação com público que você querer atingir. E sempre que possível, tente conduzir esse público lá para o seu site. Até porque quanto mais acesso ao seu site, o Google vai percebendo isso, e mais relevante o site vai ficando, e a ideia é justamente ir trabalhando para que seu site fique bem posicionado no Google.

Imagina só: alguém procura por advogado especialista em um assunto específico, e o seu site é um dos primeiros? Às pessoas perguntam para o Google sobre a sua atuação, e o Google responde: eu indico esses profissionais, e o seu site está lá no topo? Isso é um atestado de autoridade do maior buscador do mundo. 

Tenha muita atenção aos detalhes 

Para que o Google o coloco em destaque, não ache que trata-se apenas de fazer uma página com informações como “atuo numa área específica, colocar foto bonitinha, seu telefone”, e pronto. Agora é só esperar que uma hora o Google te coloque em primeiro.  Não é assim que funciona não! 

É por isso que eu disse que eu faria um site com blog! Tem que ter conteúdo neste site, conteúdo relevante, muito conteúdo! Tem que escrever sobre a sua área de atuação! E conteúdo de qualidade, sempre pensando para quem você está escrevendo. Sempre se pergunte, é para outros advogados lerem ou é para o seu futuro cliente ler e entender o que você está escrevendo?

E também é claro que se o site é todo desalinhado, uma cor não combina com a outra, foto esticada, demorar para abrir ou não abrir direito no celular é péssimo para o Google. Se o site é todo bagunçado, um site meia boca, é exatamente isso que o site está comunicando sobre o seu serviço também, que tudo no escritório é nesse estilo: confuso, desleixado, sem atenção aos detalhes, sem qualidade. É isso que você gostaria de passar? Temos certeza que não. Você precisa de um site profissional para transmitir credibilidade.

Dica 2: Seja um produtor de conteúdo 

Crie autoridade na advocacia gravando vídeos! Você sabia que hoje o YouTube é o segundo site mais acessado do Brasil e no mundo? Muitas pessoas usam o YouTube como uma caixa de soluções para tirar dúvidas e resolver problemas. Antes a receita de bolo que você procurava no Google, agora é procurado no Youtube, porque você quer ver alguém fazendo o bolo, alguém te explicando, e no meio jurídico não seria diferente. 

Até mesmo, dependendo da busca que você faz no Google, os primeiros resultados são vídeos do YouTube. Então transmitir seu conhecimento e experiências em vídeo é uma opção que deve ser considerada se você quer ser reconhecido como uma autoridade.   

Fazer o networking não sua profissão é importante, mas… 

Claro que sua rede de contatos locais pode ser usada para desenvolver uma autoridade, mas pensando em ser uma referência na advocacia “sem limites geográficos”, pensando em escala, os meios digitais podem te dar muito mais alcance na sua comunicação. 

Uma palestra para 20 pessoas é algo positivo, mas é esse mesmo conteúdo no YouTube  for visto por 20 mil pessoas, por exemplo, não é interessante?

Por isso considere os canais digitais para comunicar o seu conhecimento, porque sem dúvidas é uma oportunidade que está a sua disposição e se você quer ser visto como uma referência, como uma autoridade, para melhorar as suas oportunidades, avançar no seu escritório e na sua carreira, vale a pena se dedicar e investir em uma comunicação profissional nos meios digitais.

Você tem alguma ideia diferente de como ser uma autoridade no direito, algo que está dando certo para você? Acompanhe nossos vídeos no YouTube onde falamos um pouco mais sobre o assunto e fique a vontade para comentar e dividir dúvidas e histórias conosco.